Essa é a causa de 30% dos acidentes de trânsito (e você pode evitar)

Essa é a causa de 30% dos acidentes de trânsito (e você pode evitar)

Automóveis sem manutenção é a causa de 30% dos acidentes de trânsito.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, foram registradas mais de 4.400 infrações por conduzir veículo em mau estado de conservação entre janeiro e abril de 2023. 

Falta de manutenção é responsável por 30% dos acidentes de trânsito - Foto: Freepik
Falta de manutenção é responsável por 30% dos acidentes de trânsito – Foto: Freepik

 

Falta de manutenção é a causa de 30% dos acidentes de trânsito.

Entre os itens mais importantes para os condutores é o sistema de freios, uma vez que sua falha pode levar a acidentes graves, colocando a vida do condutor, os ocupantes do veículo e demais usuários da via. 

Ocorre a necessidade constante é a identificação de qualquer sinal de mau funcionamento dos equipamentos que compõem o sistema de freios. É o que recomenda o chefe de oficina da concessionária Ford Slaviero, Mauro Cezar Cândido. 

‘;
gmAdCmds.push({command: ‘gmAdUnit’, params: {
type: ‘banner’,
gam: ‘/22277837561/garagem360.com.br/Content_Generico_Desktop_Mobile’,
sizes: [[250, 250], [300, 250], [336, 280]],
divID: ‘teads_place’,
mapping: ‘content_fluid’,
reloadable: true,
bidders : {
smart: 95896,
verizon: ‘auto’,
appnexus: 21114108,
medianet: ‘444631575’,
projectagora: 25231862,
useNative: true,
rubicon: ‘2387102’,
seedtag: {adUnitId: ‘27126862’, placement: ‘inArticle’},
taboola: ‘ROS-300×250’
}
}});
gmAdCmds.push({command: ‘gmAdReload’, params: ‘teads_place’});
}

“É recomendável que os proprietários de veículos realizem inspeções visuais periódicas nos componentes do sistema de freios, incluindo discos, pastilhas, tambores e sapatas.

Essas peças precisam ser inspecionadas ou substituídas conforme recomendado pelo fabricante do veículo. Ignorar pode resultar em danos aos discos ou tambores, aumentando os custos de reparo”, explica Mauro.

Freios precisam de atenção redobrada

Mauro ressalta a importância dos freios, começando pelo fluido, que precisa ser sempre novo. O fluido do freio é uma espécie de óleo lubrificante, que auxilia nas frenagens.

Caso esteja vencido ou abaixo do nível, o sistema fica comprometido.  

Daí a necessidade de realizar testes constantes, que inclui a pressão dos pedais, verificação de ruídos incomuns, trepidação e a distância de parada do veículo. 

“Quando o motorista pisa no pedal de freio e ele está duro, com dificuldades para ser acionado, o problema é no servo-freio. Isso faz com que seja necessária uma força maior para que o sistema de frenagem funcione, o que pode levar a acidentes, principalmente quando a situação demanda uma rápida resposta dos freios”, explica o chefe da oficina. 

Outro problema destacado pelo especialista é quando o motorista consegue acionar com facilidade o pedal do freio até o fim.

No entanto ele não responde de maneira correta, resultado do superaquecimento de algumas peças.

Todos os fluidos precisam de atenção - Foto: Freepik
Todos os fluidos precisam de atenção – Foto: Freepik

 

Sinais 

Determinados sinais indicam problemas no sistema de freios, são eles:

  • chiado ao frear
  • necessidade de adicionar fluido de freio constantemente em curto espaço de tempo
  • falta de potência nos freios 
  • luzes de freio que eventualmente podem se acender no painel
  • trepidações ao acionar o freio

 “É importante que o motorista fique atento aos sinais, para procurar a ajuda necessária e evitar possíveis problemas”, reforça Mauro.

Veja aqui os cuidados na hora de substituir pastilhas e disco de freios.

Dicas extras

Evite frenagens bruscas, uma vez que aumentam a possibilidade do disco empenar, além de aumentar o desgaste das pastilhas/ discos precocemente. 

“Uma dica importante é que o motorista tenha sutileza na hora de frear. A durabilidade do sistema de frenagem de um carro está diretamente ligada à capacidade do motorista em saber pisar no pedal dos freios de modo correto.

Portanto, é preciso manter a atenção no trânsito e na direção para evitar que esse tipo de ação brusca ocorra”, auxilia o chefe da oficina. 

Mauro ainda aconselha a usar mais o freio motor, de modo a deixar o carro sempre engrenado em marchas mais curtas nos declives. A medida limita a aceleração do veículo, alivia os freios e ainda diminui o consumo de gasolina.

Evite também trafegar com excesso de peso. O especialista explica que os veículos foram projetados para rodar com o próprio peso, dos ocupantes e da bagagem. Mais do que isso pode comprometer o sistema de freios, que precisa ser capaz de superar a força inercial para parar o veículo. 

Evite o excesso de peso para evitar problemas na frenagem e desgaste do sistema de freios - Foto: Freepik
Evite o excesso de peso para evitar problemas na frenagem e desgaste do sistema de freios – Foto: Freepik

 

Quanto maior for o peso em excesso, mais difícil será brecar, aumentando também o risco de danificar algumas peças como pneus e amortecedores.

“A segurança veicular é uma responsabilidade compartilhada e a manutenção adequada do sistema de freios é crucial nesse aspecto. Ao seguir essas orientações, os condutores contribuem significativamente para a segurança nas estradas e garantem uma experiência de direção mais segura para todos”, finaliza.

Qual a principal causa de acidentes de trânsito?

É a negligência dos motoristas. Segundo pesquisa feita pelo  Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, a principal causa de acidentes de trânsito é a falta de atenção no trânsito, bem como negligenciar as leis. 

Veja as 5 principais causas de acidentes no país:

  • Falta de atenção no trânsito;

  • Não obedecer a sinalização;

  • Exceder o limite de velocidade;

  • Ingestão de álcool ao dirigir;

  • Dormir ao volante por cansaço.

 

Source link

oslow

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *