5 detalhes que revelam se o carro foi “maquiado” para ser vendido

5 detalhes que revelam se o carro foi “maquiado” para ser vendido

Vai comprar um carro seminovo ou usado? Você precisa verificar a procedência do veículo para não ter dores de cabeça futuramente. O laudo cautelar minucioso vai ajudar a identificar detalhes que revelam se o carro foi “maquiado” para ser vendido. 

Veja o que diz Luca Cafici, CEO da plataforma de vendas InstaCarro, para não levar “gato por lebre” na hora de comprar o veículo. 

Carro maquiado? Veja 5 detalhes que revelam a maquiagem - Foto: Freepik
Carro maquiado? Veja 5 detalhes que revelam a maquiagem – Foto: Freepik

 

O que é um carro maquiado?

É um carro que passou por uma “reforma” após serem batidos, manchados ou recados, mas que apresenta uma boa aparência. Ocorre que esses veículos podem ou não apresentar problemas futuros. 

Luca Cafici, CEO destaca a importância as verificações como uma forma de evitar problemas. 

‘;
gmAdCmds.push({command: ‘gmAdUnit’, params: {
type: ‘banner’,
gam: ‘/22277837561/garagem360.com.br/Content_Generico_Desktop_Mobile’,
sizes: [[250, 250], [300, 250], [336, 280]],
divID: ‘teads_place’,
mapping: ‘content_fluid’,
reloadable: true,
bidders : {
smart: 95896,
verizon: ‘auto’,
appnexus: 21114108,
medianet: ‘444631575’,
projectagora: 25231862,
useNative: true,
rubicon: ‘2387102’,
seedtag: {adUnitId: ‘27126862’, placement: ‘inArticle’},
taboola: ‘ROS-300×250’
}
}});
gmAdCmds.push({command: ‘gmAdReload’, params: ‘teads_place’});
}

“A segurança e a satisfação dos consumidores devem ser prioridade para os vendedores de veículos. Algumas pessoas podem tentar esconder que os carros sofreram alguma colisão importante, com dano na parte estrutural do veículo, com uma estética, aparentemente, impecável.

Para evitar surpresas desagradáveis, incentivamos os compradores a realizarem laudos cautelares antes de concluir qualquer transação.”

O executivo destacou também 5 verificações para identificar quaisquer reparos escondidos:

1 – Verificação da pintura

O primeiro passo é a pintura. Em alguns casos até dá para passar. O antigo proprietário pode ter dado uma batidinha aqui ou outra ali, mas nada muito exagerado, pois é um sinal de batida mais séria. 

Segundo Luca é necessário examinar pintura sob diferentes ângulos de luz para notar se há diferenças de tonalidade de cor ou mesmo de textura.

2- Alinhamento das peças

Outro ponto relevante é o alinhamento, principalmente de portas, capô e porta-malas. O vão entre as peças é padrão, assim qualquer desalinhamento pode indicar que o veículo passou por reparos não documentados.

Avalie também a mecânica do veículo - Foto: Freepik
Avalie também a mecânica do veículo – Foto: Freepik

 

3 – Estado das soldas

O executivo também destaca as soldas dos veículos. Algumas são normais, mas outras podem indicar reparos mal feitos ou danos estruturais. 

Daí a importância de verificar cuidadosamente emendas de chapas (abaixo das borrachas de vedação das portas) e também nas áreas críticas do veículo, como nas longarinas.

Reparos mal feitos nessas regiões, assim como a presença de ferrugem ou pontos de solda diferentes denotam danos mais sérios. 

Veja neste post a importância da vistoria antes de comprar um carro usado. 

4 – Sinais de revestimentos e adesivos não originais:

Um detalhe que passa despercebido são os adesivos, geralmente da concessionária. O mesmo vale para revestimentos não originais. 

Para Luca, eles podem estar ali não para “enfeitar”, mas para esconder imperfeições na pintura, atitude, infelizmente, muito comum entre alguns vendedores.

5 – Análise do interior

Quilometragem ok, pintura ok, mas e o interior? Diferenças de cor, textura ou até mesmo cheiros são indicativos importantes na vistoria. Por isso, verifique todos os componentes do interior para verificar sinais de quebra, manchas e desgaste.

Por exemplo, volante e painel com aspecto estranho podem indicar que o airbag foi deflagrado (em uma possível colisão).  Ou ainda, cheiros incomuns podem indicar que o veículo é recuperado de enchente.

 

Source link

oslow

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *